Cursos, treinamentos e imersões, Todas as notícias

How to make money, na visão do Vale do Silício


Marcado: , .

No primeiro dia de viagem ao Vale do Silício, em missão realizada para o IEE (Instituto de Estudos Empresariais), Ricardo Sondermann teve dois encontros muito interessantes, relatados abaixo:

OUTSOURCE BRAZIL

Robert Janssen, titular da OSB nos recebeu em dos escritórios da Wework (coworking no centro da cidade), quando vez um histórico sobre o Vale e como e porque se transformou no que é hoje. O terremoto de 1906, que destruiu San Francisco, explica a resiliência do povo; as constantes ondas de imigração permitiram uma cultura aberta e estimulante e a decisão de William Shockley, inventor do transistor, de trazer sua empresa para perto da casa de sua mãe no vale, foram alguns dos pontos que juntos, formaram a cultura e os negócios por aqui. Soma-se aqui a decisão de Leland Stanford, em 1891, de não doar dinheiro para Harvard e resolver fazer sua própria universidade. A soma da resiliência, conhecimento, multiculturalismo e liberdade de empreender, fez do Vale do Silício, o que ele é hoje.

A América tem um conceito interessante. Aqui a expressão é to make money. Make é fazer. Fazer é diferente do que ganhar dinheiro. Não é só semântica, é filosofia.

Robert fez uma profunda explicação de como devem ser apresentados projetos para a busca de financiamento, onde e para quem. Brevemente os 10 pontos para um pitch bem feito são:
– Seja legível; você tem 5 minutos para vender sua empresa.
– Conte uma história: storytelling é tudo.
– Sempre seja simples, fale na perspectiva do cliente.
– Reforce o óbvio. Isso é óbvio.
– Foco no prospect.
– Apresente-se bem.
– Termine com um sumário, resuma o que, porque, para quem e quanto.

Robert, que é um “amerioca”, um americano crescido no Rio, resume que o brasileiro tem o DNA para o sucesso. Para ter sucesso você tem que ter: expertise, compromisso & confiabilidade e flexibilidade & criatividade. Nos falta “desenterrar o Nelson Rodrigues”, disse bem ele.

A OUTSOURCE BRAZIL é uma consultoria que apresenta e orienta empresas para entrarem e se estabelecerem no Vale e San Francisco. Para finalizar destacou que as empresas hoje precisam ter um MVP (minimum viable product) com 3V’s:: viabilidade, valor e validação.

500 STARTUPS

A 500 é uma das mais importantes aceleradoras do mundo. Seus fundos de investimentos já atingiram cerca de 1.700 empresas, em 60 países. No Brasil já foram 40 empresas aceleradas com investimentos cujos percentuais variam. Muitas empresas por aqui nos pedem para assinar NDA’s, ou acordos de confidencialidade. Infelizmente, muito do que foi dito não podemos contar, mas a 500 está no Brasil e pode ser acessada diretamente por quem tiver interesse.

Mas, do que podemos contar, foi apresentada a estrutura de funding de uma startup, que começa no investidor semente e pode, ao longo da vida da empresa até um provável IPO, passar por até 5 rodadas de crescimento de capital, dependendo do seu valor de mercado. O ciclo da startup parte da análise do produto ou serviço, sua escalabilidade de mercado e de projeção e realização de faturamento e lucro. A empresa precisa, em um momento não muito tarde de sua vida, gerar o elbow, ou cotovelo. É o momento da exponencialidade, quando ela começa a crescer de forma acelerada em vendas, penetração de mercado até uma possível (ou não), disrupção de mercado.

A 500 é um fundo de aceleração de empresas com um crescimento de mercado exponencial. Foi uma lição de mercado e visão ultramoderna de negócios.

Para os próximos dias, estão previstas visitas ao Consulado do Brasil, na aceleradora Plug & Play, na Prefeitura de São Francisco e na incubadora UpStart’s.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s